Logo Casa Branca Imobiliária


$array_posts['posts']['0']['alt']

Por que o mercado imobiliário tem reagido de forma tão positiva à pandemia?


Mercado Imobiliário - Março, 2021

.

Por que o mercado imobiliário tem reagido de forma tão positiva à pandemia?

 

É perceptível a dificuldade que vários setores da economia estão apresentando desde a chegada da pandemia. Porém, este reflexo negativo não está sendo observado no setor imobiliário, que pelo contrário, parece estar mais fortalecido. Mas realmente está? Confira.

 

De acordo com o presidente da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), sim! O mercado imobiliário está forte e este é seu melhor momento. As causas para este fato são de um período mais longo que o início da pandemia de Covid-19. Os dois principais fatores, segundo ele são o aprendizado que o mercado teve com a crise de 2014 e a acessibilidade ao crédito que está ocorrendo devido à baixa das taxas de juros.

No ano passado (2020), verificou-se uma expansão nos investimentos imobiliários. Durante longo período anterior, ainda possível perceber em 2019, este era um mercado oscilante, que mesmo apresentando bom rendimento, não favorecia as expectativas de uma forma geral. Já no início de 2020 a perspectiva era outra, era de maior solidez, o que realmente ocorreu para a alegria de todos os envolvidos em negócios imobiliários. Porém, iniciou a pandemia.

Mesmo com a pandemia o setor continuou com a força que estava tendo, para a surpresa de todos. Na quarentena o mercado seguiu firme e em expansão. Verificou-se que não houve queda sequer um mês.

A presidente da Abecip, Cristiane Portella, aprofunda que os sinais de retomada deste mercado se mostram desde o ano de 2018. Até então, o único responsável pela melhora era o conhecimento que a crise de 2014 havia deixado como herança.

 

Mas por que a Crise de 2014 foi benéfica?

Nenhuma crise é benéfica, a única coisa que pode ser colhida de sua passagem é o ensinamento. E foi exatamente este ponto que favoreceu o atual mercado imobiliário.

Houve um excesso de oferta, pessoas que compraram imóveis na planta e que mais tarde precisavam vende-los. Havia excesso de lançamentos. A pandemia fez com que, entre os meses de março e abril o mercado imobiliário precisasse parar, fazendo com que revisse alguns pontos.

Um dos pontos revistos foi dar uma flexibilização ou adiar a cobrança de parcelas de financiamentos. Houve uma surpresa a partir do mês de julho, o acumulado anual ficou em 40%, comparado ao ano anterior.

 

Melhor período desde 1994

As notícias veiculadas apresentam aumento de 9% no número de imóveis vendidos entre julho de 2019 e o mesmo mês de 2020, significando mais de 125 mil unidades. Houve um aumento no preço médio de venda em mais de 2,31% no período. Isso reafirma que não está se vendendo mais pela baixa de preços, pelo contrário, os preços estão subindo e o número de unidades vendidas também.

 

Queda nas taxas de juros

Houve uma queda nas taxas de juros de financiamentos imobiliários que acabaram reduzindo o valor das parcelas entre 20 e 30%. Isso fez com que fosse mais viável investir em imóveis. Seguindo este mesmo conceito, a taxa Selic em seu menor patamar não favorece investimentos conservadores, principalmente os oferecidos pelos grandes Bancos.

Sendo assim, quem era mais conservador e tinha seu dinheiro em poupanças e CDBs, por exemplo, não percebendo rentabilidade, preferiu colocar seus investimentos em algo sólido e que está se mostrando de alta rentabilidade. Neste sentido também houve aumento da procura por imóveis de alto padrão, também utilizados com a finalidade de serem alugados para famílias que preferem desfrutar de maior conforto e sofisticação.

 

 

 

Segurança

De qualquer modo, mesmo que estejamos em um período favorável para adquirir imóveis, é fundamental contar com uma imobiliária que realmente entenda as nuances do mercado como um todo e que possa dar a melhor orientação para o cliente. Portanto, conte com a Casa Branca Imobiliária para realizar seus empreendimentos no setor, sejam eles compra para moradia, alugar ou investir.


mail_outline