Logo Casa Branca Imobiliária


$array_posts['posts']['0']['alt']

Dicas para gerenciar suas finanças pessoais no início de ano


Ambientes - Janeiro, 2021

.

Dicas para gerenciar suas Finanças Pessoais no Início de Ano

 

O final do ano é o momento em que mais precisamos desembolsar, seja para comprar presentes, para montar uma Ceia de Natal espetacular, ou para fazer aquela viagem.

Porém, muitas vezes o novo ano inicia e algumas dúvidas acabam surgindo. Como organizar as finanças? Onde aplicar? Qual a rentabilidade?

Por isso preparamos algumas dicas práticas para você gerir suas finanças pessoais de forma mais eficiente, pois tendo um norte o caminho se torna mais simples.

 

1) Verifique suas contas bancárias

A verificação das contas bancárias é algo simples, mas que ajuda a reduzir gastos e faz com que você descubra e se livre de taxas desnecessárias, por exemplo. Retire extratos bancários de todas as suas contas dos últimos três meses e verifique se nelas existem estes gastos. Se perceber algo incomum ou tiver dúvidas, procure falar com seu gerente de contas.

 

2) Gastos supérfluos

Nessa categoria entra tudo o que você acaba comprando por impulso, que se tivesse pensado um pouco mais teria percebido que não vai nem usar. Sendo assim, se você decidir adquirir algo, se questione: “É importante para mim?”; “Isso realmente tem utilidade?” e “Está de acordo com meu planejamento financeiro?” – Se todas as respostas forem afirmativas, vá em frente. Se ficar na dúvida aguarde, pois este pode ser um indício de que não é o momento de compra. Lembrando que um gasto desnecessário em um momento inadequado pode acabar afastando você de um investimento ou algo que é seu planejamento de longo prazo.

 

3) Não abandone seu bem-estar

É importante frisar que mesmo que estas sejam dicas de como organizar sua vida financeira para iniciar um novo ano, é necessário esclarecer que você não deve deixar de fazer coisas que fazem com que você se sinta bem. Um exemplo é desfrutar de seu restaurante preferido. À primeira vista isso pode soar como um gasto desnecessário, porém sempre que investimos no nosso bem-estar, nossa performance e capacidade para a tomada de decisões aumenta, temos mais disposição para encarar os desafios do dia a dia, além de excelente reflexo na nossa saúde. Se presenteie, isso faz bem!

 

4) Não tenha apenas uma fonte de renda e, sempre que possível, opte por renda passiva

Você já deve ter ouvido muito sobre isso, mas é interessante ressaltar. Não se pode contar com apenas uma fonte de renda. Tenha fontes de renda secundárias que não precisem de sua presença para estarem gerando lucratividade para você. Um bom exemplo disso são os imóveis que podem ser comprados para posterior aluguel.

Você faz o investimento, que pode ser um financiamento ou compra à vista e deixa nas mãos de sua imobiliária de confiança a função de alugar e cuidar da administração deste aluguel. Assim, você terá a tranquilidade de ter um ou mais imóveis gerando renda para você.

 

5) Não invista todas as suas fichas em um determinado investimento

É a velha história: “não coloque todos os ovos na mesma cesta”. E por que isso é importante? Independente do quanto você tem para investir, opte por diversificar. Nesse sentido, verifique qual o investimento está sendo mais lucrativo e coloque maior quantidade de recursos nele, dividindo o restante para os demais investimentos.

Um bom exemplo, ainda citando a questão de alugar seus imóveis é que você pode investir em financiamentos que te propiciem ter mais imóveis a fim de aluga-los, ao mesmo tempo que realiza investimentos em ações ou demais modalidades de sua preferência. A liquidez do investimento em imóveis está cada vez melhor devido às baixas taxas de juros e a alta na demanda, portanto é um investimento certeiro.

 

6) Fuja da Poupança e demais Produtos Bancários

Com a baixa das taxas de juros, adquirir e investir em produtos bancários se tornou um campo minado. A lucratividade já não é interessante, apresentando juros que não superam a inflação. Dessa forma é ilusória a ideia de que o dinheiro estará “rendendo no banco”, pois esse rendimento é irrisório.

Verifique seu orçamento e possibilidades que surgirem ao longo do ano para melhorá-lo. Além disso, crie novas possibilidades de melhoria neste quesito. Muitas vezes não existe a falta de oportunidade ou recursos, mas sim a falta de um norte, de uma orientação capaz de conduzi-lo a algo melhor.

Que em 2021 possamos compartilhar experiências e auxiliar você da melhor forma possível. Conte com a Casa Branca Imobiliária de Araçatuba!


mail_outline