Logo Casa Branca Imobiliária


$array_posts['posts']['0']['alt']

Quais os cuidados que o inquilino deve ter no imóvel locado?


Dicas - Novembro, 2020

Quais os cuidados que o inquilino deve ter no imóvel locado?

Quais os cuidados que o inquilino deve ter no imóvel locado?

Existem pontos importantes a serem observados pelo inquilino para o bom andamento da locação. Preparamos uma lista com estes cuidados principais a fim de nortear você que pretende alugar um imóvel. Confira:

 

Exigir os laudos de vistoria no recebimento do imóvel e na devolução.

Ter documentadas as condições em que o imóvel está lhe sendo entregue, também de como você o está devolvendo após o período de aluguel promove transparência para ambas as partes, locador e locatário. Inclusive, o locador tem dever legal de se responsabilizar pelos defeitos que o imóvel apresenta antes da entrega. Estes laudos devem ser completos e minuciosos, trazendo detalhes de todo o estado de conservação do imóvel.

 

Contrato de locação

Existe uma lei que regulariza as questões sobre locações de imóveis. A partir do que diz a Lei nº 8.245/91 (Lei do Inquilinato) é que são traçados os contratos de locação. Como em qualquer negociação, ter um contrato formal é essencial. É no contrato que estarão descritas, de forma detalhada, as obrigações e responsabilidades que as partes terão perante à negociação. Sempre opte por ter tudo documentado.

 

Consentimento prévio para realização de reformas e benfeitorias

O proprietário do imóvel precisa dar seu consentimento prévio para a realização de qualquer benfeitoria ou reforma que o inquilino tenha pretensão de realizar. Isso também deverá ser documentado para segurança das partes, pois por lei, não é permitido realizar modificações internas e/ou externas em imóvel sem prévia aceitação do locador. Lembre-se, isso implica realizar modificações em propriedade alheia. Sendo assim, são necessárias as devidas cautelas, pois pode implicar em multa e cancelamento da locação.

 

Ter cuidado com a conservação do ambiente

Seguindo o já mencionado no item anterior, é preciso estar atento ao fato de que você estará vivendo em um imóvel que pertence a outra pessoa. Sendo assim, deve entregar o imóvel da forma como recebeu. Neste ponto são desconsiderados fatores externos, como condições ambientais.

Porém, é importante observar qualquer destas condições para documenta-las. Um exemplo é algum tipo de infiltração, que causará prejuízo ao local, isso deverá ser imediatamente comunicado. Pois como já mencionado, a forma como é entregue o imóvel ao inquilino é responsabilidade do locador. O que o locatário faz a partir deste momento é de inteira responsabilidade dele.

 

Observância das regras do condomínio

Importantes para a boa convivência, as regras do condomínio são a base para residir no local e o locatário tem o dever de cumprir as previsões existentes na Convenção do Condomínio e Regulamento Interno. Sendo assim, tenha de antemão acesso às referidas regras, antes mesmo de realizar de fato a locação, para estar ciente do que será necessário para as especificidades daquele ambiente. Alguns condomínios, por exemplo, têm regras específicas para ter, ou são taxativos na questão de não possuir animais de estimação. As regras do condomínio são também aplicáveis como um contrato de locação, sendo complementar a este. Pois se não forem cumpridas, o locador pode rescindir o contrato, desfazendo a locação.

 

Período de validade do contrato

Se o locatário entregar o imóvel antes do prazo estipulado em contrato, deverá pagar a multa proporcional ao tempo conforme definido também no contrato. Porém, se for por motivo de transferência de trabalho, não será obrigado a pagar esta multa. Já o locador tem obrigação de cumprir o contrato até o final.

 

Não alugue sem contar com uma imobiliária de confiança

É importante ter garantia da negociação que está sendo firmada, por este motivo é fundamental que você trate com uma imobiliária de confiança. Profissionais capacitados dispõem de várias opções para melhor atender suas expectativas. Sem o conhecimento de quem trabalha no ramo, é possível que você não realize um bom negócio.

Com certeza, a negociação e transcorrer da locação fica mais fácil para ambas as partes quando quem faz a administração é uma imobiliária. Assim, é a imobiliária que estrutura o contrato da melhor forma para ambas as partes e dentro do que trata a lei. É também ela que faz o recolhimento do aluguel e intermedia questões como a intenção do inquilino em realizar alterações no imóvel. Ela acompanha e realiza as documentações necessárias e dá confiabilidade e transparência para as partes durante todo o processo.

 

Tenha atenção a todos estes pontos. Listamos aqui os mais importantes. Porém, se você tem interesse em se aprofundar no assunto, pode realizar a leitura da Lei nº 8.245/91 (Lei do Inquilinato) ou entrar em contato conosco.


mail_outline